Aguarde, por favor...

Sobre o tratamento

PERGUNTAS FREQUENTES

Elaboramos um levantamento para responder às principais perguntas sobre o tratamento através da oxigenoterapia hiperbárica. Confira!

  • Quantas sessões terei que fazer?
  • Quais os efeitos colaterais e complicações da oxigenoterapia hiperbárica?
  • Existem contraindicações ao tratamento em câmara hiperbárica?
  • Planos de Saúde cobrem essa terapia?
  • É necessário suspender a sessão caso algum paciente passe mal?
  • Quais os riscos nos serviços de medicina hiperbárica?
  • Como faço para saber se a Oxigenoterapia Hiperbárica está indicado no meu caso?
  • Precisa retirar o curativo dentro da câmara durante as sessões?
Quantas sessões terei que fazer?

O número de sessões a que o paciente deve ser submetido varia conforme a doença, condição clínica do paciente e evolução durante o tratamento. No geral são necessárias de 10 a 20 sessões para se obter uma resposta satisfatória. Entretanto, dependendo da evolução e da gravidade, podem ser necessárias mais sessões.

Quais os efeitos colaterais e complicações da oxigenoterapia hiperbárica?

A oxigenoterapia hiperbárica é um tratamento seguro e eficaz . Respeitando-se as normas de segurança, os efeitos colaterais são mínimos e o tratamento na câmara hiperbárica é perfeitamente bem tolerado, indolor na imensa maioria dos casos, e sem nenhum desconforto. Alguns pacientes podem apresentar algum desconforto no ouvido, facilmente revertido pela manobra de valsalva (realizada ao se exalar forçadamente o ar contra os lábios fechados e nariz tapado, forçando o ar em direção ao ouvido).

As complicações decorrentes do tratamento são raras (menos de 3%). Quando as mesmas se instalam, são na maioria dos casos, reversíveis com a descontinuidade do tratamento. As mais frequentes são: barotrauma no ouvido e seios nasais, intoxicação pelo oxigênio, convulsões, toxicidade pulmonar, alterações refrativas da visão.

Existem contraindicações ao tratamento em câmara hiperbárica?

Existem apenas quatro condições que impossibilitam o paciente de se submeter ao tratamento em câmara hiperbárica: pneumotórax não tratado e durante a administração dos quimioterápicos doxorrubicina e bleomicina e a medicação Sulfamylon.

Planos de Saúde cobrem essa terapia?

A partir de 07 de Junho 2010 todos os convênios são obrigados a autorizar Oxigenoterapia Hiperbárica dentro das indicações contempladas pela Agência Nacional de Saúde Complementar por exigências desta.

É necessário suspender a sessão caso algum paciente passe mal?

Câmaras hiperbáricas multiplace ou multi pacientes, por determinação da ANVISA, devem possuir uma ante câmara. A ante câmara é um compartimento anexo ao principal que é pressurizada e equalizada com o mesmo, permitindo a retirada do paciente ou entrada do médico, sem que seja necessária a interrupção da sessão, não acarretando desta maneira prejuízos com a interrupção da sessão ou risco de doença descompressiva aos demais pacientes.

Quais os riscos nos serviços de medicina hiperbárica?

As câmaras hiperbáricas utilizadas em terapias de saúde enquadram-se na classe III (alto risco), estando, dessa forma, compulsoriamente sujeitas a registro junto à Anvisa, conforme disposições da RDC/Anvisa nº. 185, de 22 de outubro de 2001. A RDC/Anvisa nº. 50, de 21 de fevereiro de 2002, que dispõe sobre o Regulamento Técnico para planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde, relaciona os requisitos necessários para o dimensionamento dos Serviços de Medicina Hiperbárica, incluindo instalações prediais e ambientes de apoio.

Como faço para saber se a Oxigenoterapia Hiperbárica está indicado no meu caso?

Entre em contato conosco e se a recepcionista não souber lhe responder, ela te colocará em contato com um de nossos médicos para esclarecimento.

Precisa retirar o curativo dentro da câmara durante as sessões?

Não. Todos os pacientes entram nas câmaras com a lesão coberta pelo curativo. O Oxigênio chega na ferida depois de passar pelos pulmões, dissolvem no plasma, se distribuem por todo o corpo e dessa maneira chega na lesão portanto por via interna.

logo-cmmh copy

Conforto e segurança para o seu paciente, tranquilade e confiança para você. Pioneiros em Oxigenoterapia Hiperbárica em Minas Gerais, com 16 anos de atividade, o Centro Mineiro de Medicina Hiperbárica oferece um trabalho de excelência e referência.

Centro Mineiro de Medicina HIperbárica, 2017. Todos os direitos reservados.